O Presidente da República foi à ANEPC com o ministro da Administração Interna para não destoar do Governo: apuramento de responsabilidades só depois do estudo e do relatório encomendado pelo MAI. No mesmo dia em que o líder do PSD fez críticas à desresponsabilização do Governo, Marcelo disse que há “uma preparação cabal das forças no terreno”

Marcelo remete responsabilização política sobre fogos para depois da época de incêndios

Marcelo remete responsabilização política sobre fogos para depois da época de incêndios

O Presidente da República anunciou que esta sexta-feira serão conhecidas mais medidas para os próximos dias devido às condições meteorológicas e ao risco de incêndio, alertando que as próximas duas semanas se preveem difíceis. Marcelo Rebelo de Sousa falava, ao lado do ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, depois de uma visita à Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), onde deu cobertura ao Governo no sentido de não apurar já quaisquer responsabilidades políticas, remetendo essa avaliação para depois da época crítica dos incêndios.

Questionado sobre o apuramento de responsabilidades políticas na sequência das críticas de falta de meios e de coordenação, Marcelo Rebelo de Sousa respondeu que, “como acontece sempre quando há campanhas, é no fim destas campanhas” que se faz esse tipo de avaliação. “Não é durante as campanhas, durante as guerras que se faz esse tipo de apuramentos”.

Quaisquer conclusões, só depois do estudo pedido pelo MAI aos peritos da Comissão Nacional para a Gestão Integrada de Fogos Rurais sobre estes grandes fogos. “Como imagina”, prosseguiu Marcelo, “no caso da Serra da Estrela já foi anunciado que haverá um relatório e um apuramento dos fatores complexos que terão explicado aquilo que se passou, e que é sempre imprevisível. É sempre diferente do que se podia prever e ali não se podia prever naqueles termos”, defendeu, perante os jornalistas. Mas o Expresso sabe que o Presidente tem informação e relatórios diários fornecidos pelo MAI que estabelecem uma diferença entre estes grandes fogos, “de uma geração diferente” daqueles que ocorreram, por exemplo, em Pedrógão há cinco anos.

Apesar da gravidade da situação, com quase 1% do território nacional ardido, o Presidente não pede a urgência que exigiu ao Governo na sequência das tragédias de 2017. Mas mantém a pressão, embora para uma fase posterior. “No fim das campanhas, naturalmente, vai-se olhar e ver como foi em termos absolutos e em termos relativos, em termos de vitimas, de populações atingidas, destruição material e também desse bem fundamental que é a natureza e a biodiversidade”.

Mesmo com Luís Montenegro na rua a criticar a gestão do Governo – Marcelo preferia que o PSD não fizesse deste tema um cavalo de batalha – o Presidente foi redondo e evitou criticar José Luís Carneiro ou António Costa. “Pude verificar que há da parte de todas as entidades no terreno uma preparação cabal para aquilo que nos pode esperar nas próximas semanas”, afirmou o chefe de Estado. Montenegro tinha afirmado poucas horas antes que ficava “apreensivo quando o Governo se tenta desresponsabilizar por tudo aquilo que corre mal”.

Mas, para Marcelo, “há a noção exata de que estamos a enfrentar um desafio que é de todos, e uma unidade em termos de poder politico, envolvendo o poder político, Governo mas também aqueles que têm um protagonismo importante: os operacionais há semanas e semanas numa dedicação sem limites, e uma palavra para os autarcas que têm sido inexcedíveis no terreno”. Isto apesar de o Expresso saber que Marcelo viu com preocupação as descoordenações na Serra da Estrela entre autarcas do PSD e do PS.

O Presidente anunciou ainda que esta sexta-feira “haverá uma conferência de imprensa em que será anunciado o conjunto de medidas que se entende que são adequadas para os próximos dias e semanas. Isso deve ser visto de uma forma muito firme, mas muito serena, porque se tem a convicção de que apesar de tudo não estamos perante a situação dramática que justificou aquele apelo inicial e aquele bloco de medidas iniciais”, disse aos jornalistas no final do ‘briefing’ operacional na ANEPC, em Lisboa.

De acordo com o Presidente da República, se for preciso adotar mais medidas caso as circunstâncias evoluam negativamente, “quem tem de as adotar não deixará” de o fazer.

“Não vou antecipar as medidas. A função do Presidente da República não é essa, não é substituir-se a outras instâncias de poder. É ter a noção de que são as medidas adequadas, mas não tão gravosas quanto medidas mais intensas que foram adotadas quando nos encontrámos aqui da última vez”.

NEWS RELATED

Maratona e Meia Maratona de Lisboa vão condicionar o trânsito

Saiba quais as artérias afetadas. Saiba quais as artérias afetadas. As provas que constituem a ‘EDP Maratona de Lisboa’ vão obrigar a diversos condicionamentos de trânsito em artérias da cidade de Lisboa e na ponte Vasco da Gama este fim de semana, informou a Polícia de Segurança Pública (PSP) esta ...

View more: Maratona e Meia Maratona de Lisboa vão condicionar o trânsito

Nobel da Paz. Presidente da República saúda "justo tributo à coragem e à solidariedade"

O Presidente da República saudou hoje a atribuição do Nobel da Paz ao bielorrusso Ales Bialiatski, à organização de defesa dos direitos humanos russa Memorial, e ao Centro de Liberdades Civis, da Ucrânia, como um “justo tributo à coragem”. “O reconhecimento da persistente luta pela liberdade, pela democracia e ...

View more: Nobel da Paz. Presidente da República saúda "justo tributo à coragem e à solidariedade"

Estas bolachas são a prova de que a abóbora não serve só para sopa

O difícil será comer só uma. Para fazer sopas, a abóbora é sempre um legume escolhido. Já nos doces é muitas vezes deixado de lado. Há quem se aventure numa compota, por exemplo. Se quiser outra alternativa para a sobremesa, tem estas bolachas. A receita é do portal Buns in ...

View more: Estas bolachas são a prova de que a abóbora não serve só para sopa

"Com este selecionador não será possível ver o António Silva no Mundial"

antonio_silva_benfica_3 Sofia Oliveira mostrou-se uma vez mais rendida com a qualidade e talento de António Silva, jovem central do Benfica. A comentadora entende que o jogador de 18 anos podia integrar as escolhas de Fernando Santos para o Mundial, mas não acredita que tal não irá acontecer. “Não me ...

View more: "Com este selecionador não será possível ver o António Silva no Mundial"

Fabricante do iPhone revela seu carro elétrico rival do Tesla Model Y

Foxtron Model B Modelo da Foxconn que mistura estilo hatchback e SUV será produzido na China em 2023 e no ano seguinte nos EUA Conhecida como o fabricante do iPhone, a Foxconn, gigante dos eletrônicos com sede em Taiwan, tem ambições automotivas e recentemente revelou seu carro elétrico que ...

View more: Fabricante do iPhone revela seu carro elétrico rival do Tesla Model Y

Margem orçamental para função pública está esgotada, diz Governo

A secretária de Estado da Administração Pública disse hoje que a margem orçamental para a função pública para 2023 ficou esgotada com a proposta para subir o subsídio de refeição para 5,20 euros apresentada aos sindicatos. A governante falava aos jornalistas na Presidência do Conselho de Ministros, em Lisboa, ...

View more: Margem orçamental para função pública está esgotada, diz Governo

Associação da GNR considera estranho aumentos apenas para novos militares

A Associação dos Profissionais da Guarda (APG/GNR) considerou hoje estranho o aumento na ordem dos 100 euros para os novos militares da GNR, avançando que tal só pode acontecer se a tabela remuneratório for alterada. “É muito estranho falar em aumentos de salários quando a tabela remuneratória não foi ...

View more: Associação da GNR considera estranho aumentos apenas para novos militares

Governo “está analisar a atualização das comparticipações” aos privados que prestam serviço terapêutico

Questionado pelo Expresso, o Ministério da Saúde diz que está a avaliar a situação. Comunidade Vida e Paz tinha denunciado que o valor das comparticipações não é atualizado há 14 anos Governo “está analisar a atualização das comparticipações” aos privados que prestam serviço terapêutico O Ministério da Saúde diz estar ...

View more: Governo “está analisar a atualização das comparticipações” aos privados que prestam serviço terapêutico

Vídeo hilário: urso cleptomaníaco furta caixa da Amazon em varanda de casa

MNE. Prémios mostram que "não há paz sem respeito pelos direitos humanos"

Secretário de Estado britânico dispensado após queixa sobre conduta

Afinal, pensionistas podem perder rendimento já em 2023. Como a promessa do governo ficou em risco

Plataforma de criptomoedas Binance roubada em 103 ME após ataque informático

Ao Vivo na Redação. Sónia Tavares (The Gift): “Estarmos juntos é uma prova de amor. A banda é um casamento feliz, mas com muita conversa”

EUA eliminam pelo menos três líderes do Estado Islâmico em 24 horas

Vem aí Gran Coupé Electric. BMW Série 8 Coupé e Cabrio estão a caminho da reforma

BOLSA EUA-Futuros Nasdaq deslizam com aviso AMD; dados emprego aguardados

Nobel russo e bielorrusso? "Compreensão interessante da palavra 'paz'"

Oficial: TAP vai receber última injeção de 990 milhões de euros em dezembro

Comunidade Política Europeia reunir-se-á duas vezes por ano. Próximo encontro é na Moldova

OTHER NEWS

Breaking thailand news, thai news, thailand news Verified News Story Network