Teste: Chevrolet Bolt 2023 impressiona nas ruas e cobra preço de premium

Chevrolet Bolt EV (teste)

Um dos 1º elétricos vendidos no Brasil, hatch recebe uma boa atualização visual, porém é caro dentro do segmento

A General Motors está de olho nos carros elétricos há muito tempo e até criou um modelo chamado EV1, produzido entre 1996 e 1999, oferecido somente por assinatura em duas cidades nos Estados Unidos. Apesar de ter sido muito elogiado, a GM decidiu que carros elétricos seriam caros demais para gerar lucro e decidiu destruir a maioria das unidades. E foi assim que ficou fora do segmento por anos.

Neste meio tempo, a fabricante até olhou para outros tipos de eletrificação, vendendo o Chevrolet Volt, um híbrido plug-in que usava o motor a combustão somente como gerador. Fez sucesso em sua primeira geração, mas começou a perder espaço até sair de linha em 2019, devido à queda na procura dos sedãs e as pesquisas mostrarem que os clientes estão começando a olhar para os elétricos. Esta tendência já havia sido notada pela empresa, que começou a trabalhar em um novo veículo 100% elétrico, nascendo assim o Chevrolet Bolt, lançado em 2016 e que chegou ao Brasil somente em 2019.

Apenas seis anos depois, o cenário mudou bastante, até mesmo para a fabricante norte-americana. O Bolt, e o seu irmão “altinho” Bolt EUV (confirmado para 2023 no Brasil) não serão mais as únicas opções elétricas no portfólio da Chevrolet. Nos próximos anos, tanto o Blazer EV quanto o Equinox EV serão lançados e, este último, ainda custará o mesmo que o Bolt, porém é um carro bem maior, mais moderno e mais equipado.

Enquanto isso, para o nosso mercado, a Chevrolet vai apostando no Bolt por ser a opção que tem na eletrificação, servindo como um aperitivo antes da nova geração de carros elétricos. A reestilização enfim chegou ao país, afetada pela paralisação na produção – a GM teve que fazer um recall gigantesco para substituir as baterias feitas pela LG, que estavam pegando fogo. Só que é um hatch de R$ 329 mil, encostando em modelos de segmento acima. Compensa pagar tanto assim?

O Bolt foi um dos primeiros carros elétricos a serem vendidos no Brasil e impressionou bastante. Era o mais moderno naquele momento – BMW i3, Nissan Leaf e Renault Zoe eram mais antigos. E apresentava um desempenho de acordo, ainda mais para um hatch com jeitão de minivan. Nosso teste instrumentado na época mostrou que acelerava de 0 a 100 km/h em 7,9 segundos e que uma retomada de 80 a 120 km/h levava 5,4 segundos. Era o mesmo que o Equinox com o motor 2.0 turbo de 262 cv do Camaro.

Teste: Chevrolet Bolt 2023 impressiona nas ruas e cobra preço de premium

Chevrolet Bolt EV (teste)

Este desempenho não mudou nada após a reestilização. Segue utilizando um motor elétrico de 200 cv (150 kW) de potência e 36,7 kgfm de torque. Por conta das baterias no assoalho, tem um centro de gravidade bem baixo e responde bem aos comandos do volante, fazendo com que seja bem ágil na cidade, ainda mais ativando o modo Sport, usando o botão da bandeira quadriculada no console central. O torque instantâneo, junto com o tamanho compacto, faz com que seja bem divertido de dirigir.

Mesmo que a GM diga que não mexeu no motor, resolvemos testar novamente o carro na pista, para fazer um tira-teima. Desta vez, mostrou-se mais rápido, alcançando os 100 km/h em 7,5 segundos. A retomada também foi bem melhor, indo de 80 a 120 km/h em 4,6 s. Como a proposta é mais urbana, o desempenho em velocidades menores é mais importante. E ele entrega bem isso. O 0 a 70 km/h leva só 4 s e vai chegar em 80 km/h em 5,6 s. Até a retomada 40 a 100 km/h, impressiona, precisando de 4,8 s.

A motorização pode não ter mudado, mas as baterias foram alteradas. Agora traz um conjunto de 66 kWh, ante os 60 kWh da versão pré-facelift. Pode não parecer muito, mas é o suficiente para que a autonomia suba de 383 km para 416 km – a Chevrolet divulga 459 km, segundo o ciclo de testes WLTP usado na Europa.

Teste: Chevrolet Bolt 2023 impressiona nas ruas e cobra preço de premium

Chevrolet Bolt EV (teste)

Usando o carregador que acompanha o carro, em combinação a uma tomada de 220V e 12A, o Bolt irá recuperar 10 km de autonomia por hora. É possível comprar o novo wallbox residencial chamado Home Charge Pulsar Plus, com potências de 5,92 kW a 17,6 kW, dependendo da instalação. Com a potência mais baixa, as baterias receberão o suficiente para rodar 40 km a cada uma hora de carga. E, quando estiver na rua e for usar uma estação de recarga rápida, o hatch precisará de uma hora para chegar a 80% da carga máxima ou 144 km de autonomia em 30 minutos.

Existem duas funções que ajudam a fazer com que o carro mantenha a carga da bateria. Uma delas é o botão que ativa o modo One Pedal, fazendo com que seja possível dirigir somente com o acelerador – ao tirar o pé do pedal, o carro irá parar completamente. Um estudo do Frontier In Mechanical Engineering diz que é possível recuperar 5% da energia usando este modo, o que seria 21 km em condições ideais.

Para quem prefere ter o controle da frenagem, o Bolt não oferece um sistema automático de regeneração. Ao invés disso, há uma borboleta do lado esquerdo do volante e, ao puxá-la, faz com que os freios iniciem a regeneração e reduz a velocidade. Com tempo e prática, é possível usar esta forma para frear o carro completamente em uma parada.

Teste: Chevrolet Bolt 2023 impressiona nas ruas e cobra preço de premium

Chevrolet Bolt EV (teste)

A reestilização trouxe a identidade visual usada pelos últimos SUVs da Chevrolet como Blazer. Os faróis mudaram completamente, agora com uma pequena linha de LED na parte superior para iluminação diurna e o conjunto principal logo abaixo, além de perder a imitação de grade na área do logotipo. Isto faz com que tenha uma cara mais futurista do que o anterior e apreciar estas novas linhas é uma questão de gosto.

A cabine mudou bem mais e ficou muito mais agradável. Os controles do ar-condicionado agora têm um formato normal, com botões retangulares, ao invés dos comandos grandes e posicionados logo abaixo da multimídia. Falando nela, a central deixa de lado o sistema próprio para utilizar o MyLink do resto da linha da Chevrolet, o que é uma boa ideia. É mais funcional, rápido e de melhor leitura. Outra alteração foi o painel de instrumentos digital, adicionando mais informações como a autonomia máxima ou quantos kW foram regenerados em um determinado período.

Teste: Chevrolet Bolt 2023 impressiona nas ruas e cobra preço de premium

Chevrolet Bolt EV (teste)

O problema, que é um grande porém na hora de pensar em comprar o Chevrolet Bolt, é o preço. Está sendo vendido por R$ 329 mil. É o mesmo preço da versão de entrada do Volvo XC40 Recharge, com 231 cv e uma autonomia de 424 km. Além disso, é um carro maior e de uma marca premium. E, como sabemos bem, o cliente nesta faixa de preço dificilmente vai olhar para uma fabricante generalista, ainda mais porque o Bolt não é bem uma vitrine de tecnologias como foi há três anos.

Ainda tem outros problemas internos. A Chevrolet pretende trazer o Bolt EUV em 2023, com um visual um pouco mais próximo de um SUV, atendendo melhor os fãs deste tipo de veículo. E, em 2024, a fabricante importará o Blazer EV e o Equinox EV, ambos maiores e com a nova plataforma Ultium. A GM aposta tanto no Equinox que terá o mesmo preço do Bolt nos EUA, de US$ 30 mil.

Neste momento, o Chevrolet Bolt 2023 está aqui somente para preencher a lacuna dos carros elétricos da marca no Brasil, enquanto aguarda pela próxima geração de VEs. Custa muito em comparação a outros modelos de porte semelhante – o Peugeot e-208 está sendo vendido por R$ 219.000, por exemplo. Se você é fã da Chevrolet e quer um elétrico da empresa, é melhor deixar o dinheiro rendendo na conta enquanto aguarda pelo Blazer EV ou Equinox EV.

Leia também:

    Chevrolet Bolt EV
    Motor elétrico elétrico, síncrono de imãs permanente
    Bateria íon-lítio de 64 kWh
    Potência e torque 200 cv (150 kW); Torque: 36,8 kgfm
    Comprimento e entre-eixos 4.145 mm; 2.600 mm
    Altura 1.611 mm
    Largura 1.765 mm
    Peso 1.644 kg
    Aceleração 0 a 60 km/h: 4,0 s; 0 a 80 km/h: 5,6 s; 0 a 100 km/h: 7,5 s
    Retomada 40 a 100 km/h (em S): 4,8 s; 80 a 120 km/h (em S): 4,6 s
    Autonomia elétrica autonomia: 416 km; cidade: 7,1 km/kWh; estrada: 6,1 km/kWh
    Transmissão câmbio automático, tração dianteira
    Tipo de tomada AC: CCS Type 2; DC: CCS Combo 2

    NEWS RELATED

    The 2017 Chevy Malibu Is a Surprisingly Good Option for Used Car Shoppers on a Budget

    In the midsize sedan segment, we are placing the spotlight on the 2017 Chevy Malibu as a solid choice for your next used car purchase. What makes this vehicle such a great choice, especially on a budget? Here is everything you need to know about the 2017 Chevy Malibu and ...

    View more: The 2017 Chevy Malibu Is a Surprisingly Good Option for Used Car Shoppers on a Budget

    2022 Corvette Stingray Vs. 2024 Corvette E-Ray: Battle of the Rays

    While the new Chevrolet Corvette E-Ray is an essential step in the Corvette’s transition from a sports car to a world-class supercar, fans shouldn’t forget the importance of the C8 Stingray. The C8 Stingray took the performance namesake and added mid-engine magic. So, how does the new E-Ray compare to ...

    View more: 2022 Corvette Stingray Vs. 2024 Corvette E-Ray: Battle of the Rays

    The New Corvette E-Ray Is the Fastest ‘Vette Ever

    The new 2024 Chevrolet Corvette might not have received the same public reveal treatment as the new S650 Ford Mustang, but it’s still something special. In addition to being the first hybrid and first all-wheel drive (AWD) vehicle in the model’s history, the new E-Ray is quite simply the fastest ...

    View more: The New Corvette E-Ray Is the Fastest ‘Vette Ever

    Here’s What You’ll Pay for the Top 3 Pickup Trucks Under $35,000

    The best pickup truck to drive when you’ve got a limit of $35,000 might surprise you. You’ll find some amazing names at the top of the list, but when you limit the price to this level, some truck models don’t have their best stuff. The cheapest good new truck makes ...

    View more: Here’s What You’ll Pay for the Top 3 Pickup Trucks Under $35,000

    3 Reasons the 2023 Chevy Silverado ZR2 Is Worth the Price

    You’re not alone if you’re interested in buying the off-road 2023 Chevrolet Silverado ZR2. It’s quickly become a popular pickup truck in the market due to its capability and rugged design. The full-size truck has a lot going for it in its cheapest trims, but getting the off-road-focused trim level ...

    View more: 3 Reasons the 2023 Chevy Silverado ZR2 Is Worth the Price

    2023 Chevrolet Corvette E-Ray debuts as the first ever Vette with AWD

    Its been 70 years since the first time the Chevrolet Corvette was debuted at Motorama in New York City and what better way to commemorate that than treat the iconic Corvette name as its first step towards electrification? The 2024 Corvette E-Ray, the first Corvette to be propelled by both ...

    View more: 2023 Chevrolet Corvette E-Ray debuts as the first ever Vette with AWD

    Is Buying a Used Chevy Equinox Worth It?

    It’s time to give the Chevrolet Equinox another chance. It’s already an affordable and reliable SUV for families. Now used Chevy Equinox models are growing increasingly popular. Drivers are scooping them up, but are they making a mistake? Let’s see if buying a used Equinox is a good idea.  Is ...

    View more: Is Buying a Used Chevy Equinox Worth It?

    Increasing Prices for the 2023 Chevy Colorado Include Extra Value

    It’s getting a little exhausting to see prices for popular trucks like the Chevrolet Colorado rise. Sometimes it feels like truck shoppers can’t catch a break! But we have some good news. The 2023 Chevy Colorado is more expensive, but it also comes with a lot more stuff!  How much ...

    View more: Increasing Prices for the 2023 Chevy Colorado Include Extra Value

    The Chevrolet Corvette Debuted 70 Years Ago; Now, It’s an SUV

    New Hybrid Electric Corvette E-Ray Produces 655 Horsepower With AWD

    The Hybrid Corvette E-Ray Is Here, and the New C8 Model Destroys Eco-Stereotypes

    Will a New Chevelle Destroy Blacktop On Roads Near You Soon?

    1 SUV Was More Popular Than the Toyota RAV4 in 2022

    Only 1 Chevrolet Model Improved Reliability in 2022, According to Consumer Reports

    The Least Reliable Electric Car of 2022 Is American

    Top 5 Midsize SUVs with the Highest Five-Year Depreciation

    Confirmed! Hybrid-electric Corvette E-Ray coming to Australia!

    What SUVs Are Being Discontinued?

    5 Models Most Likely to Last 200,000 Miles and Beyond

    Is Chevy Really Going to Make an Electric El Camino?

    OTHER NEWS