Homens têm dificuldade para entender personagens femininas, diz Meryl Streep

CANNES, FRANÇA (FOLHAPRESS) - Homenageada desta edição do Festival de Cannes, Meryl Streep participou nesta quarta-feira (15) de um painel com os presentes no evento, em que lembrou do começo da carreira e reconheceu que muita coisa mudou na indústria, em especial para as mulheres.

"Filmes são uma projeção dos sonhos das pessoas, e até executivos de estúdios têm sonhos. E como é muito difícil para homens se enxergarem em personagens femininas, filmes protagonizados por mulheres acabavam não sendo aprovados", afirmou a atriz sobre o começo da carreira.

"Nem sempre [aprovar um filme com uma protagonista feminina] é uma questão de dinheiro, às vezes esses executivos só não entendem. O primeiro filme que eu fiz e que um homem me disse que entendia a personagem foi ‘O Diabo Veste Prada’."

No longa de 2006, Streep interpretou a autoritária editora de uma revista de moda, que passava boa parte do longa dando ordens às suas funcionárias, até percebermos que por trás da fachada de poderosa havia uma pessoa solitária e cheia de inseguranças.

A atriz chegou para o painel cansada, disse mais de uma vez, já que foi dormir às três da manhã e, confessou, estava com um pouco de ressaca. Nesta terça, durante a cerimônia de inauguração do Festival de Cannes, Streep recebeu a Palma de Ouro honorária, e foi comemorar depois da sessão de abertura, "The Second Act".

Quem lhe entregou o prêmio foi Juliette Binoche, que não economizou nos elogios e chamou a colega americana de "tesouro internacional", reivindicando como patrimônio de toda a cinefilia esta que é uma das maiores atrizes da história do cinema.

"Quando eu te vejo na tela, eu não vejo você, eu vejo um movimento", disse Binoche, às lágrimas ao refletir sobre a importância de Streep para a mudança na percepção do cinema em relação às mulheres, em especial quando ficam mais velhas.

"Ver esses filmes é como olhar pela janela de um trem bala. Da juventude, para a maturidade, para onde estou agora. Há 35 anos, quando estive aqui pela primeira vez, eu já era mãe de três, ia completar 40 anos e achei que minha carreira estava no fim", respondeu a homenageada.

"As únicas coisas que me fizeram estar aqui hoje foram a arte das pessoas com quem trabalhei, incluindo a da presidente do júri deste ano, Greta Gerwig [que a dirigiu em 'Adoráveis Mulheres'], e vocês. Passou muito rápido. Menos o meu discurso, que foi bem longo. Então obrigada", finalizou ela, rindo.

Esta é a segunda vez que Streep rouba os holofotes na Riviera Francesa. Em 1989, ela já havia sido laureada com o prêmio de atuação feminina por "Um Grito no Escuro", em que viveu uma mãe que tenta provar sua inocência após a morte repentina da filha.

Sobre a primeira passagem por Cannes, disse não se lembrar de muita coisa, só do assédio dos cinegrafistas, fotógrafos e fãs, numa época em que a segurança do festival era mais relaxada.

"Foi insano, eu quase não me recuperei daquilo. Do momento de receber o prêmio eu acho que nem lembro. Sei lá, eu estava com medo, eu não sou uma estrela do rock. A minha vida é muito chata, eu não sou de viver por esses momentos hiperbólicos."

Streep também passeou por alguns outros marcos da carreira na conversa com fãs, que teve ingressos esgotados poucos minutos depois da abertura das reservas. Lembrou, em especial, dos longas que lhe garantiram suas três estatuetas do Oscar, "Kramer vs. Kramer", "A Escolha de Sofia" e "A Dama de Ferro".

Sobre o segundo filme, em que vive uma mãe judia, mandada a um campo de concentração nazista, diante da macabra escolha entre salvar um filho ou outro, quis falar pouco. A história ainda a emociona, 42 anos depois. "Não há treinamento ou técnica suficientes para cenas tão pesadas quanto aquelas. O ator precisa se despir de tudo para entregar uma performance crua, sem qualquer proteção."

OTHER NEWS

3 hrs ago

Ao menos 4 mortos e dezenas de feridos em bombardeio russo a hipermercado na Ucrânia

3 hrs ago

Programa Alimentar Mundial alerta para efeitos da crise climática em pequenos estados insulares

3 hrs ago

Atlético Mineiro tem conversas para fechar venda de Paulinho com carraco do Flamengo

3 hrs ago

Barcelona trabalha para 'roubar' jogador do Real Madrid após pedido de Hansi Flick

3 hrs ago

Mega-Sena, 2729: prêmio acumula e sobe para R$ 75 milhões

3 hrs ago

Rolig video: Ta reda på vad som händer med en katt när den dricker vin

3 hrs ago

Madonna og hendes kæreste Josh Popper afslutter deres forhold efter et år sammen, ifølge en hjemmeside

3 hrs ago

Por que os quartos de hotel em Nova York estão tão caros?

3 hrs ago

Navio de guerra dos EUA será usado na distribuição de doações no RS

3 hrs ago

Roque, do SBT, recebe alta hospitalar após internação

3 hrs ago

G7 vai explorar formas de utilizar os ativos russos congelados para ajudar Kiev

3 hrs ago

Cinco cidades de MG registram as menores temperaturas do país nesta quinta

3 hrs ago

‘Estudar virou pecado; não pode estudar hoje, não pode ler livros’, diz Haddad

3 hrs ago

PSG conquista a Copa da França em partida de despedida de Mbappé

3 hrs ago

Carille mostra insatisfação com lance polêmico de João Paulo do Santos: "pior depois é a sequência"

3 hrs ago

Pressão para Conceição? O histórico de treinadores em épocas sem títulos no FC Porto

3 hrs ago

Marcão do Povo surpreende ao cantar e dançar com Cariúcha, ao vivo, no SBT: “Me amarrei”

3 hrs ago

Empresários do zagueiro Yerry Mina marcam reunião com a diretoria do Cruzeiro

3 hrs ago

Real Madrid: Craque é liberado pelo Liverpool e pode reforçar os merengues

3 hrs ago

Barateiro bate Londrina por 8 a 0 e mantém 100% na Liga Feminina de Futsal

3 hrs ago

Despedida de Kroos do Bernabéu é marcada por empate; veja a homenagem da torcida, clube e dos jogadores

3 hrs ago

Atriz que faz Rochelle em ‘Todo Mundo Odeia o Chris’ acompanha F-1 em Mônaco; veja

3 hrs ago

Presidente da República lamenta morte de embaixador Paulo Lourenço

3 hrs ago

O erro mais básico de todos que não o deixa perder peso

3 hrs ago

Torcedores do Vasco vão à loucura com foto de Coutinho em casamento de atacante vascaíno: 'Pacotão de reforços'

3 hrs ago

Lista: 6 jogos de console que te punem por ser lento

4 hrs ago

Senado analisa projeto que suspende impostos para obras de reconstrução após catástrofes

4 hrs ago

Arrumar o setor defensivo: a primeira missão de Álvaro Pacheco no Vasco

4 hrs ago

Saiba quanto cada filha de Silvio Santos receberá em testamento milionário do apresentador

4 hrs ago

Medidas provisórias autorizam Conab a comprar arroz importado

4 hrs ago

Benjamin Back opina sobre especulação de Deyverson no Corinthians e compara com ídolo do Timão

4 hrs ago

Presidente ucraniano diz que mais de 200 pessoas poderiam estar em mercado bombardeado pela Rússia

4 hrs ago

Campeonato de Portugal: Lusitânia dos Açores carimba subida à Liga 3!

4 hrs ago

Liverpool é mais um gigante na disputa por promessa do Lille

4 hrs ago

Manchester City decide vender dois jogadores para comprar craque da Seleção Brasileira

4 hrs ago

20 anos de Gelsenkirchen: o que as grandes estrelas do futebol mundial pensavam do FC Porto em 2004

4 hrs ago

Governo federal libera mais R$ 6,7 bi para a compra de arroz importado

4 hrs ago

Ao menos 24 mortos, a maioria crianças, em incêndio na Índia

4 hrs ago

Surpresa na Q1: Fabio Di Giannantonio e Raúl Fernández avançam, Marc Márquez eliminado; Miguel Oliveira parte de 15.º

4 hrs ago

Recebeu um "Olá"? O que fazer se um estranho te enviar mensagem no WhatsApp